CADÊNCIA DA BATERIA

O maior encontro de bandeiras de Niterói

NA CADÊNCIA DA BATERIA

TUDO SOBRE OS CARNAVAIS DE NITERÓI, SÃO GONÇALO E RIO DE JANEIRO

SOUZA SOARES

Cris Alves é a estrela do título do Grupo de Acesso

SANTA ROSA É A NOVA CAPITAL DO CARNAVAL DE NITERÓI

As vizinhas Folia do Viradouro e Souza Soares campeãs dos grupos Principal e de Acesso

FOLIA DO VIRADOURO GRANDE CAMPEÃ DO CARNAVAL DE NITERÓI 2015

Escola de Santa Rosa obteve nota máxima de 19 dos 20 jurados

.

.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

GRES Pingo d´Água premia melhores do Carnaval com Troféu Dodô da Portela

A escola de samba Pingo d´Água, integrante do Grupo Especial do Carnaval de São Gonçalo promove no dia 30 de maio a entrega do “Troféu Dodô da Portela”. Evento será realizado no Clube Tamoio de São Gonçalo a partir das 22h. 

Dodô da Portela - Maria das Dores Rodrigues, mais conhecida como Dodô, chegou à Portela aos 14 anos. Já em seu primeiro desfile, em 1935, contribuiu para o primeiro campeonato conquistado pela escola. Dodô desfilou até 1966. Desde então, tornou-se personalidade querida e admirada pelos sambistas, por sua dedicação ao samba e, principalmente, à escola de coração. Em 2003, foi homenageada no Centro Cultural Carioca. No ano seguinte, recebeu o Estandarte de Ouro, do jornal O Globo, na categoria Personalidade do Ano. Em 2009, foi homenageada, com outras personalidades do samba, no documentário Velhas Guardas, de Joatan Berbel. Faleceu no dia 6 de janeiro de 2015 aos 95 anos.

Na festa de entrega do troféu que recebe o nome dessa ilustre sambista serão contemplados os melhores do Carnaval de 2015 e algumas personalidades que se destacam na sociedade pela sua identificação com o samba. Ao todo serão entregues 85 troféus. 

Confira a lista de agraciados:

1- PRESIDENTE DA LIESA – JORGE CASTANHEIRA
2- ESCOLA CAMPEÃ – BEIJA FLOR
3- ESCOLA CAMPEÃ – ESTÁCIO DE SÁ
4- ESCOLA CAMPEÃ – ACADÊMICOS DA ROCINHA
5- ESCOLA CAMPEÃ – VAI VAI – SP
6- ESCOLA CAMPEÃ – PÉROLA NEGRA – SP
7- ESCOLA CAMPEÃ – PERUCHE – SP
8- ESCOLA CAMPEÃ DE NITERÓI – 1ª GRUPO – FOLIAS DO VIRADOURO
9- ESCOLA CAMPEÃ DE NITERÓI – 2º GRUPO – SOUZA SOARES
10- ESCOLA CAMPEÃ DE NITERÓI – 3º GRUPO – COMBINADOS DO AMOR
11- BATERIA – ACADÊMICOS DO SALGUEIRO
12- BATERIA – UNIDOS DO PARQUE DE CURICICA
13- MELHOR ENREDO – PORTELA
14- MELHOR SAMBA – IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE
15- INTÉRPRETE – NEGO – IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE
16- INTÉRPRETE MIRIM – GHILHERME KAUÃ
17- ALEGORIA – PORTELA
18- PRESIDENTE – REGINA CÉLI (ACADÊMICOS DO SALGUEIRO)
19- HARMONIA – PARAISO DO TUITI
20- HARMONIA – UNIDOS DO JACAREZINHO
21- COMISSÃO DE FRENTE – ACADÊMICOS DO SALGUEIRO
22- MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA – SELMINHA SORRISO E CLAUDINHO – BEIJA FLOR
23- MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA – RODRIGO FRANÇA E CYNTIA – PORTO DA PEDRA
24- MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA MIRIM – YAGO E LETICIA – PINGO D`ÁGUA
25- ALA DAS CRIANÇAS – GRES MAGNÓLIA BRASIL
26- ALA DAS BAIANAS – ACADÊMICOS DO CUBANGO
27- ALA DAS BAIANAS – UNIDOS DO VIRADOURO
28- VELHA GUARDA – ACADÊMICOS DA GRANDE RIO
29- RAINHA DE BATERIA – VIVIANE ARAÚJO (ACADÊMICOS DO SALGUEIRO)
30- RAINHA DE BATERIA – MYLLA RIBEIRO (RENASCER DE JACAREPAGUÁ)
31- RAINHA DE BATERIA – PITANGA AFRICANA (PINGO D`ÁGUA)
32- REI DA BATERIA – DAVID BRASIL (GRANDE RIO)
33- DESTAQUE – PAULO ROBERT (PORTELA
34- REVELAÇÃO DO CARNAVAL – MARCOS FALCON – VICE PRESIDENTE DA PORTELA
35- COMPOSITOR – NOCA DA PORTELA
36- COMPOSITOR – XANDE DO SALGUEIRO
37- COMPOSITO R– ZÉ KATIMBA DA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE
38- COMPOSITOR – LUIZ CARLOS SARDINHA – ACADÊMICOS DO CUBANGO
39- MUSA – REGINA EXPLOSÃO (UNIÃO DA ILHA)
40- MUSA – MARYANE HIPÓLITO (ACADÊMICOS DO CUBANGO)
41- MUSA DA BATERIA – CAROLINE FERREIRA (PÉROLA NEGRA – SP)
42- ALA DE PASSISTA – PORTO DA PEDRA
43- ALA DE COMPOSITORES – RAÍZES DO CUBANGO
44- PASSISTA FEMININO – JULYANA CLARA (MANGUEIRA)
45- PASSISTA FEMININO – ÉRON RODRIGUES ( CAMISA VERDE BRANCO – SP )
46- PASSISTA MASCULINO – JORGE TORQUATTO – REI
47- MARCELO PACÍFICO - LOCUTOR DA VILA ISABEL E ASSOCIAÇÃO DA VELHA GUARDA
48- GERALDO FRANCISCO ALVES – PRESIDEDENTE DA ASSOCIAÇÃO DA VELHA GUARDA – RJ
49- SÉRGIO PROCÓPIO – VICE PRESIDENTE DA PORTELA
50- FLORINDA RODRIGUES – VELHA GUARDA DA PORTELA
51- LOURIVAL DOS SANTOS – VELHA GUARDA DA PORTELA
52- ORNILÉA – PORTA BANDEIRA DA ALA DOS CABELOS BRANCOS DO IMPÉRIO SERRANO
53- EDNA PEREIRA – 5 VEZES ELEGANTE DO SAMBA E 2ª PORTA BANDEIRA DA VELHA GUARDA DA VIRADOURO
54- PAULA REGINA – PORTA BANDEIRA DA VELHA GUARDA DA PINGO D`ÁGUA
55- OSWALDO – PRESIDENTE DAVELHA GUARDA DA UNIÃO DO PARQUE DE CURICICA
56- JORGE MACHADO – COMPOSITOR, CIDADÃO DO SAMBA DA ASSOCIAÇÃO DA VELHA GUARDA – RJ E UNIDO DO CABRAL
57- WALNICÉA RODRIGUES – PRESIDENTE DA VELHA GUARDA DO CUBANGO
58- LINDOMAR FERREIRA MESQUITA – SECRETÁRIA DA VELHA GUARDA – MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
59- ELSO MACULA – 1º REI MOMO DO RIO DE JANEIRO
60- JOSÉ CARLOS (ESTICADINHO) – DIRETOR SOCIAL DA ASSOCIAÇÃO DA VELHA GUARDA – RJ E VELHA GUARDA DO VIRADOURO
61- JORGINA RODRIGUES DA SILVA – PRESIDENTE DA VELHA GUARDA DO SOSSEGO
62- SELMA VENTURA – PRESIDENTE DA VELHA GUARDA – UNIDOS DO PADRE MIGUEL
63- WANDERLEI BORGES – LOCUTOR OFICIAL DA MARQUÊS DE SAPUCAÍ
64- BARBARA SHELDON – MUSA DA CORTE GAY
65- GERALDO MOREIRA PACHECO (MISTER BAZAR) - MANGUEIRA
66- WELLINGTON JORGE – FOTÓGRAFO DA MARQUÊS DE SAPUCAÍ
67- ANA CAROLINA FREITAS – ATUOU VÁRIOS ANOS COMO PORTA BANDEIRA DA VELHA GUARDA – RJ
68- BABY CRUZ E ANTÔNIO – ATUARAM VÁRIOS ANOS COMO MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA
69- CÉLIA RODRIGUES – PRESIDENTE DA AMEBRAS
70- ALESSANDRA BARRETO – VICE PRESIDENTE DA GRES MAGNÓLIA BRASIL

AMIGOS DO SAMBA:

• SANDRO DE ALMEIDA – SECRETÁRIO DE GOVERNO DE SÃO GONÇALO
• Prof.ª MARLENE SALGADO – UNIVERSIDADE SALGADO DE OLIVEIRA
• JOAQUIM DE OLIVEIRA – SECRETÁRIO DE ESPORTE E LAZER DE SÃO GONÇALO
• MICHEL PORTUGAL – SECRETÁRIO DE CULTURA DE SÃO GONÇALO
• JOSÉ ANTONIO MACHADO – PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO DE ARTES DE SÃO GONÇALO
• PAULO BAGUEIRA – PRESIDENTE DA CÂMARA DOS VEREADORES DE NITERÓI – RESPONSÁVEL PELA REVITALIZAÇÃO DO CARNAVAL DE NITERÓI
• PAULO FREITAS – PRESIDENTE DA NELTUR
• DR. SILVIO LESSA
• JORAIR FERREIRA – PRESIDENTE DO CLUBE TAMOIO
• ROSALINA SANTIAGO – PROFESSORA DA UFF
• BEATRIZ VENÂNCIO – PROFESSORA DE TEATRO DA UFF
• MARCELO KALIL – PRESIDENTE DE HONRA DA ACADÊMICOS DO CUBANGO
• JOSÉ ADRIANO (FOLHA) – ACADÊMICOS DO SOSSEGO
• FLAVIO GUEDES – ENGENHEIRO DA CEDAE

Feira das Yabás com homenagens a São Jorge e Dia do Choro

Neste domingo, dia 26 de abril, a partir das 13h, acontece mais uma Feira das Yabás. Nesta edição acontecerão homenagens a São Jorge e ao Dia Nacional do Choro, e ainda o batizado do musico PC Castilho que será o novo integrante da banda de Marquinhos de Oswaldo Cruz. O convidado deste mês da roda de samba do cantor Marquinhos de Oswaldo Cruz é Gabrielzinho do Irajá que trás muitas alegria nas suas composições desde a infância como intérprete, compositor, partideiro e versador do samba de raiz.

Além de música na Praça Paulo Portela, a Feira das Yabás conta com 16 barracas de comidas típicas do subúrbio carioca, cada uma com um prato diferente. Nessa cozinha a céu aberto, são as Yabás (termo que refere-se à Yemanjá e Oxum, mas que, no Brasil, é utilizado para definir todo orixá feminino), ou seja, são as matriarcas das famílias mais importantes e tradicionais da região de Oswaldo Cruz, que apresentam suas delícias. Carinhosamente chamadas de "barraqueiras", as mulheres preparam ali pratos que parecem feitos especialmente para acompanhar as tradicionais rodas que atraem bambas do samba , como Monarco e Tereza Cristina, sem falar no diversificado público de turistas e cariocas das zonas Sul, Oeste , Norte, Baixada e de todo grande Rio.

Desde 2008 - A primeira edição da Feira das Yabás aconteceu em 2008, por iniciativa de Marquinhos de Oswaldo Cruz, que depois de recriar o Trem do Samba e a feijoada da Portela, resolveu cantar seus sambas na quadra da Portelinha, regado a macarrão com carne assada. Nascia, assim, a primeira edição da Feira, que hoje reúne milhares de visitantes .

Feira das Yabás é um evento gratuito, realizado na Praça Paulo Portela, em Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro

Mocidade apresentará equipe de 2016 neste domingo

Quem for ao ''Maracanã do Samba'' neste domingo, dia 26 de abril, além de curtir a tarde de shows e saborear uma deliciosa feijoada, poderá conferir também a apresentação da equipe de profissionais da Mocidade Independente de Padre Miguel para o Carnaval 2016. 

Maracanã do Samba terá festa da vitória (foto Diego Mendes/Setor1)
Todos os contratados e remanescentes da última temporada estarão presentes e subirão ao palco para dar o pontapé inicial no novo projeto. Eleita no último domingo com 84% dos votos, a diretoria da escola, composta por Wandyr Trindade, o Vô Macumba, como presidente, e Rodrigo Pacheco, como vice-presidente, além de Rogério de Andrade, como presidente de honra, fará a grande festa da vitória em agradecimento ao apoio de milhares de pessoas durante todo o processo eleitoral.

O evento acontece ao som do samba do grupo Bom Gosto, da bateria da Mocidade, do grupo Vou Pro Sereno entre outras atrações. Os ingressos para curtir um domingo pra lá de agradável em Padre Miguel já estão sendo comercializados. Eles podem ser adquiridos nas bilheterias da quadra, nas lojas South e também pela internet, através do link: http://www.guicheweb.com.br/mocidade/evento/1424. A Pista com direito a feijoada custa R$ 25. Já a Pista sem direito a feijoada sai a R$ 10. Mesa com quatro lugares e a feijoada inclusa custa R$ 150.

A quadra da Mocidade Independente fica na Avenida Brasil, 31.146, em Padre Miguel.

“A Farra do Boi” é o enredo do Tuiuti para 2016

Na noite de quarta-feira, diante dos segmentos e compositores, que o Paraíso do Tuiuti apresentou oficialmente seu enredo. 

Jack Vasconcelos falou sobre o tema que o Tuiuti leva para a avenida (foto Eduardo Hollanda)

Intitulado “A Farra do Boi”, o carnavalesco Jack Vasconcelos, explicou que o tema autoral conta uma história do Brasil pitoresco, uma passagem da história no interior do Ceará, que poucas pessoas conhecem, onde Padre Cícero ganha de presente um boi zebu, que logo é batizado pelo nome de mansinho e ficou conhecido por ser um boi milagreiro, pois, com seu mugido forte e alto, trouxe a chuva ao sertão, devido à inveja de autoridades locais, o boi foi sacrificado em praça pública, se tornando um mártir. Com uma sátira ao fanatismo religioso o carnavalesco Jack Vasconcelos, promete mais um grande desfile para o carnaval 2016.

Na ocasião a escola anunciou o regulamento e as datas da disputa de sambas.

Poderão participar todos os compositores que desejarem, inclusive de outros Estados da Federação, exceto os que estiverem cumprindo suspensão determinada pela diretoria.

PROIBIÇÕES:

1. Não será permitida a queima de fogos no interior da quadra, nem na parte externa onde houver aglomeração e carros estacionados;

2. Eventuais tumultos causados pela torcida de um determinado samba poderão acarretar seu corte. Se o tumulto for causado por um dos parceiros, o corte será imediato;

3. O uso de drogas dentro da agremiação por qualquer compositor tendo sido visto e comprovado acarretará no corte do samba em que ele for um dos autores;

4. Somente será permitido o uso de qualquer tipo de bebida no interior da quadra se tiver sido comercializada pela agremiação;

5. Por determinação do Juizado de Menores, somente será permitida a entrada na quadra de menores de idade devidamente acompanhados por seus responsáveis.

PARCERIAS:

1. Não será permitido mais de 05 (cinco) parceiros por samba;

2. Não será aceita a inclusão de parceiros após a inscrição do samba.

ENTREGA DOS SAMBAS:


1. Os sambas serão entregues mediante a apresentação de 10 (dez) cópias da letra, juntamente com 05 (cinco) CDs e o pagamento de taxa de 100 reais por compositor;

SAMBA VENCEDOR:

1. A decisão da comissão julgadora é soberana e irrecorrível e cabe somente a ela a responsabilidade na escolha do samba vencedor;

2. Caso se faça necessário a Direção de Carnaval poderá alterar, corrigir, adaptar a letra e melodia ao samba vencedor para melhor atender as necessidades do enredo. Mas somente o fará mediante a presença e a anuência dos autores.

AGENDA:

Dia 11/05/2015 (segunda-feira) das 20h às 21:30h na quadra.“Tirar dúvidas” com o carnavalesco

Dia 18/05/2015 (segunda-feira) das 20h às 21:30h na quadra. “ Tirar dúvidas” com o carnavalesco

Dia 25/05/2015 (segunda-feira) às 21h na quadra - 1ª Correção do samba enredo

Dia 01/06/2015 (segunda-feira) às 20:30h - Reunião dos compositores com o carnavalesco

Dia 08/06/2015 (segunda-feira) Reunião dos compositores

Dia 12/06/2015 (sexta-feira) Apresentação dos sambas concorrentes

Dia 07/08/2015 (sexta-feira) Final do Samba Enredo.


CONFIRA A SINOPSE

Enredo: 'A FARRA DO BOI'
Tão certo como com certeza que fé demais não cheira bem (isso o povaréu dos antigamente já dizia, mas nunca fez muita questão de praticar) e como história, causo e disse-me-disse são cousas que toda gente aprecia, quase sempre, a vida severina ao Deus dará, nos sertões cearenses, unia o útil ao agradável. A fé, que não costuma faiá, muito semeou a imaginação fértil daquelas terras secas e era o cajado fiel de toda boa alma e das nem tão boas assim também...
Rezam os cordéis que o Cariri e vizinhança eram aperreados por lobisomens em noites pretas de lua cheia, mulas-sem-cabeça que trotavam encandecidas pelo Crato afora, flamejantes caiporas que zoavam Juazeiro adentro e por almas penadas que assombravam por todo canto, que nem reza braba de rezadeira feia e benzedeira véia dava jeito. Vixemaria! Nessa terra de crendices até quem não acredita, não duvida. Só mesmo Deus lá em riba e o Padim Ciço aqui em baixo pra acudir.
E como Padre Cícero estava mais pertinho, era com ele que toda a gente se apegava nas horas de carecitude. O Padim era a fé do povo em pessoa. Um santo líder idolatrado pelos seus. Era comum o santo padre receber alguns presentes pelos pedidos atendidos, pois o que o povo tem de pidão, tem de agradecido. Entonce, por causo disso, certa vez, um importante industrial chamado Delmiro Gouveia regalou Padre Cícero com um mimo que deu muito pano pra manga. Diabéisso? Era um garrote diferente de todos já avistados por aquelas bandas. Um filhote de boi zebu branco, calminho por demais que o chamaram de Mansinho.
Dizem que foi Deus quem alumiou a moleira do Padim, quando ele mandou o beato José Lourenço levar o boi Mansinho para o seu sítio, o Baixa Dantas.
Com a nobre missão de escoltar o boizinho do santinho de Juazeiro até o Crato, o beato rendeiro arribou, avexado, estrada afora. No caminho, já com o quengo frito e o miolo amolecido por conta da quentura seca daquela estiagem que judiava dos viventes, proseou com o pequeno zebu. Pediu para que o novilho do santo Ciço ajudasse naquela situação, a qual já se imaginava até a casa do tinhoso ser mais fresquinha e prometeu lhe pagar botando o boi na sombra. Prontamente, os chifres do boi balangaram e seu mugido ecoou tão alto que até os zovido de São José escuitaram. O beato abilolado se arrupiou dos bicho-de-pé ao cocuruto, quando avistou a chuva banhar o sertão. Acreditando estar diante de uma visagem milagrosa, José Lourenço tratou ligeiro de fazer até surdo ouvir e cego ver que o boi manso fazia milagre acontecer.
Arriégua! Começou o quiproquó! Nas terras do sítio Baixa Dantas, tudo o que se plantou, deu. O pomar abundou e as plantações cresceram. A fama do boi milagreiro se espaiou num pinote pelo sertão. O estábulo do próspero sítio virou local de peregrinação. Um bando de gente precisada chagava de todo canto em busca da bênção bovina. Juravam de pé junto que a reza pro zebu era um tiro certo contra toda sorte de urucas, urucubacas, quebrantos, gasturas, agouros, paúras, dor-nos-quarto e até espinhela caída. Das raspas dos cascos e chifres faziam unguentos que saravam o corpo das ziquiziras, curubas, lombrigas, bexigueiras e catipopéias. Santinhos, medalhinhas e relíquias eram ofertados a preços módicos pra ninguém voltar pra casa de mãos abanando.
Mansinho era pajeado como um rei, ou melhor, como um santo. No conforto das almofadas que acomodavam seu sacrum fiofó, os fiéis bajulavam o bichinho com salamaleques, enchiam seu bucho com papinhas e faziam da hora de sua merenda um momento litúrgico. Os chifres eram enfeitados com fitas, flores e badulaques. Até um rico manto bordado ele ganhou dos devotos. Romeiros vinham adorar o “Boi Ápis do sertão” e a comparação com o boi sagrado egípcio ganhou fama inté na capital. Boi Mansinho se tornou uma divindade sertaneja.
Porém, fé cega é faca amolada. Tamanho furdunço incomodou as autoridades. Dizem que profetizaram o rabo de seta do Sete Peles serpenteando meliantemente ao redor do santo boi antes de suceder a trairagem. Para acabar com a alegria do povo, o boizinho inocente e o beato José Lourenço foram mandados a pulso para o xilindró. Mas, foi pior a emenda que o soneto, pois o sacrifício do boi em praça publica foi bala saída pela culatra, ricocheteada no avesso da intenção. Para os zóio e coração dos fiéis a vaca tinha ido pro brejo, mas o boizinho foi pro céu. Mansinho se transformou em um mártir, um santo de fato. Ganhou o reino das alturas para pedir por eles pessoalmente, nem carecia mais do Padim. Oh, glória!
Só para contrariar os que até tentaram negar sua existência, o boi santo pasta inté hoje na cultura brasileira. Causou um forrobodó em A Revolução dos Beatos, de Dias Gomes. Virou boi de barro nas mãos de Mestre Vitalino e dos artesãos populares. Também ainda vévi versado, talhado e gravado nos livrinhos de cordel.
E para quem quiser dar uma de São Tomé, certamente o Boi Mansinho é encontrado multiplicado em arte bumbando pelos corredores do Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas do Rio de Janeiro, a famosa Feira de São Cristóvão, às portas do paraíso... Do Paraíso do Tuiuti.
Jack Vasconcelos
Carnavalesco
BIBLIOGRAFIA CONSULTADA:
CARVALHO, Hernani de. No mundo maravilhoso do folclore. Rio de Janeiro: Tipografia Batista de Souza, 1966.
FARIAS, Aírton de. História do Ceará: Dos índios à geração Cambeba. Fortaleza, CE: Tropical, 1997.
LIMA JÚNIOR, Félix. Delmiro Gouveia: O Mauá do sertão alagoano. Coleção Vidas e Memórias. Maceió, AL: Departamento de Cultura/ Governo de Alagoas, 1963.
MACHADO, Clotilde de Carvalho. O Barro na Arte Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Lídio Ferreira Júnior, 1977.
NAVARRO, Fred. Dicionário do Nordeste. São Paulo: Estação Liberdade, 2004.
NETO, Lira. Padre Cícero: Poder, fé e guerra no sertão. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.
TEIXEIRA, Francisco Nobrega. Nos tempos do Padre Cícero. Fortaleza, CE: Fortaleza, 1986.

Viradouro apresenta sua equipe para 2016 com muito samba e feijoada

Foi com quadra cheia, muita alegria e descontração que a Unidos do Viradouro, realizou seu primeiro evento após o carnaval de 2015. Com feijoada e roda de samba comandada pelo presidente Gustavo Clarão, a vermelho e branco de Niterói, apresentou sua equipe para o carnaval de 2016, onde buscará novamente o campeonato e o retorno ao Grupo Especial. "Vamos lutar com mais garra ainda para voltarmos ao grupo especial, temos o apoio da prefeitura de Niterói e uma equipe de ponta. Nosso objetivo é conquistar o campeonato e já estamos trabalhando muito forte para isso", afirmou o presidente.

Fora da Viradouro desde o carnaval de 2013, quando deu o vice-campeonato da Série A para a escola, o carnavalesco Max Lopes, se mostrou empolgado e muito confiante com seu retorno. "Estou muito motivado e feliz com o convite. Retornar para a Viradouro é sempre muito especial. Na próxima semana já irei me reunir com a direção da escola para definição do enredo", disse Max.

Max de volta à escola (foto: Felipe Araújo)

Além do carnavalesco, o diretor de carnaval, Wilsinho Alves, o primeiro casal de Mestre-sala e Porta-bandeira, Marquinho e Giovanna , o diretor de bateria, Paulinho Botelho e os novos diretores de Harmonia, Alexandre Motta , Gabriel Serqueira , Miltinho e Marcos Paloma foram apresentados para a comunidade. "Estou com muita garra, o tempo que fiquei longe do carnaval serviu para recarregar as baterias, já começamos o trabalho e com todo respeito às co-irmãs, vamos almejar o retorno ao Grupo Especial", declarou Wilsinho Alves, diretor de carnaval.

A harmonia da escola também ganhou novos comandantes, Alexandre Motta e Marcos Paloma, se juntam a Gabriel Sequeira e Miltinho para dar continuidade ao trabalho com a comunidade. "Temos uma harmonia muito boa, mas nosso objetivo é melhorar cada vez mais e acertar os erros cometidos no último desfile", explicou Alexandre Motta, integrante da equipe de direção geral de harmonia.

Após o anúncio dos novos contratados, o intérprete Zé Paulo Sierra, deu início ao VIRASHOW. Entre as atrações a apresentação do primeiro casal. 

Marquinho e Giovanna assume a responsabilidade em conduzir o pavilhão vermelho e branco (foto: Felipe Araújo)

"Ficamos fora do carnaval por um ano, mas não paramos de ensaiar, buscamos sempre o melhor. Já me sinto em casa, a receptividade da comunidade foi incrível", falou Marquinho. Já Giovanna prometeu empenho. "É uma sensação maravilhosa, estou muito feliz em estar aqui na Viradouro, depois de um ano triste onde ficamos fora do carnaval. Vamos batalhar muito e lutar pela nota máxima, a comunidade da Viradouro merece o melhor de nós", disse a Porta-bandeira.


Em breve a Unidos do Viradouro irá anunciar o enredo que levará para avenida em 2016.

Engenho da Rainha divulga sinopse para o enredo ‘Salve, Rainha’

O Acadêmicos do Engenho da Rainha finalizou na última semana o processo de criação da imagem “Salve, Rainha”, enredo da escola para o Carnaval 2016. A imagem desenvolvida pelo designer André Marques apresenta a fictícia “santa do Engenho da Rainha” segurando uma pena e um livro aberto, elementos que estão no pavilhão da agremiação, em uma homenagem as quatro santas homenageadas pelo enredo - Nossas Senhoras da Glória do Outeiro, da Conceição, do Rosário e da Penha. 

Ela simboliza também a fé dos moradores do bairro sede da escola. 

Criamos a imagem de uma santa ilusória para ser um marco na história da escola e do bairro, sintetizando a esperança do povo suburbano por dias sempre melhores, além de não criar problema com a Igreja. Esperamos que ela caia no gosto dos torcedores e moradores. Todos em nossa equipe estão muito felizes com o resultado final”, comemora Vinicius Rangel, diretor de carnaval do Engenho da Rainha.

Enredo - “Salve, Rainha” é sobre as manifestações religiosas e profanas em torno das festas consagradas às Nossas Senhoras da Glória do Outeiro, da Conceição, do Rosário e da Penha, partindo da popular oração à Nossa Senhora. Em alusão ao nome do bairro, que é sede da primeira Academia de Samba do Brasil, a Engenho da Rainha também exaltará suas origens e sua contribuição à cultura carioca, no carnaval de 2016.

Compositores receberão a sinopse completa de ‘Salve Rainha’ em junho

Dona de três Estandartes de Ouro no Grupo de Acesso (1985-1986-1990), a ala dos compositores do Acadêmicos do Engenho da Rainha será recepcionada na quadra da escola no dia 7 de junho, na festa de lançamento do enredo 2016, quando será divulgada a sinopse completa de “Salve, Rainha”. Na ocasião, o carnavalesco Diangelo Fernandes e professor Rogério Rodrigues, responsáveis pelo tema, estarão à disposição para sanar qualquer dúvida dos compositores. “Trabalhamos duro para desenvolver uma sinopse capaz de auxiliar da melhor maneira possível os concorrentes à disputa de samba. Com a imensa qualidade que temos em nossa ala de compositores, temos tudo para ter um samba histórico no próximo carnaval”, espera Diangelo, que assinará seu quarto desfile na escola em 2016.

Confira a apresentação do enredo


Salve, Rainha
por Rogério Rodrigues

Inspiração e homenagem
AS RELIGIÕES NO RIO
Cecy est un livre de bonne foy.
MONTAIGNE

A
MANUEL JORGE DE OLIVEIRA ROCHA
Meu amigo

A religião? Um misterioso sentimento, misto de terror e de esperança, a simbolização lúgubre ou alegre de um poder que não temos e almejamos ter, o desconhecido avassalador, o equívoco, o medo, a perversidade.

O Rio, como todas as cidades nestes tempos de irreverência, tem em cada rua um templo e em cada homem uma crença diversa.

Ao ler os grandes diários, imagina a gente que está num país essencialmente católico, onde alguns matemáticos são positivistas. Entretanto, a cidade pulula de religiões. Basta parar em qualquer esquina, interrogar. A diversidade dos cultos espantar-vos-á. São swendeborgeanos, pagãos literários, fisiólatras, defensores de dogmas exóticos, autores de reformas da Vida, reveladores do Futuro, amantes do Diabo, bebedores de sangue, descendentes da rainha de Sabá, judeus, cismáticos, espíritas, babalaôs de Lagos, mulheres que respeitam o oceano, todos os cultos, todas as crenças, todas as forças do Susto.

Quem através da calma do semblante lhes adivinhará as tragédias da alma?

Quem no seu andar tranqüilo de homens sempaixões irá descobrir os reveladores de ritos novos, os mágicos, os nevrópatas, os delirantes, os possuídos de Satanás, os mistagogos da Morte, do Mar e do Arco-Íris? Quem poderá perceber, ao conversar com estas criaturas, a luta fratricida por causa da interpretação da Bíblia, a luta que faz mil religiões à espera de Jesus, cuja reaparição está marcada para qualquer destes dias, e à espera do Anti-Cristo, que talvez ande por aí?

Quem imaginará cavalheiros distintos em intimidade com as almas desencarnadas, quem desvendará a conversa com os anjos nas chombergas fétidas?

Eles vão por aí, papas, profetas, crentes e reveladores, orgulhosos cada um do seu culto, o único que é a Verdade. Falai-lhes boamente, sem a tenção de agredi-los, e eles se confessarão - por que só uma coisa é impossível ao homem: enganar o seu semelhante, na fé.

Foi o que fiz na reportagem a que a Gazeta de Notícias emprestou uma tão larga hospitalidade e um tão grande ruído; foi este o meu esforço: levantar um pouco o mistério das crenças nesta cidade.

Não é um trabalho completo. Longe disso. Cada uma dessas religiões daria farta messe para um volume de revelações. Eu apenas entrevi a bondade, o mal e o bizarro dos cultos, mas tão convencido e com tal desejo de ser exato que bem pode servir de epígrafe a este livro a frase de Montaigne:

Cecy est un livre de bonne foy.

João do Rio”

            Salve, Rainha!
            Consorte expatriada de Espanha e Portugal, cujo refúgio foram as terras dos tamoios, Freguesia de Inhaúma, janela, então, dos sertões cariocas.

            Salve, Regina Coeli!
            Encimada sobre o Outeiro de Uruçurmirim, que assistiu à Glória dos re-fundadores Lusitanos desta Muy Leal Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
            Salve, Iabá!

            Mãe dos Pretos Forros, Rainha do Congo, Protetora de Cortes arrancadas à força e obrigadas ao sincretismo que resiste e é legado para todo o sempre.

            Intercedei para que todas as Graças em todos os Vossos nomes sejam alcançadas!

            Oh, Imaculada Concepção de Nosso Senhor!
            Mãe de todos nós, ventre das nossas águas sagradas...

            Olhai por nós do cume da Pedra avistada pela gente deste subúrbio esquecido, prenhe de preces, culturas e histórias.

            Salve, Rainha deste Engenho, onde o samba faz morada e se renova em fé em todas as suas estações.

            Salve a Primeira Academia, agora e por toda a sua permanência.

            Amém!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Cubango entrega Trófeu Lafond aos melhores do Carnaval 2015

Criado em 2003 pelo presidente Pelé, o Troféu leva o nome de uma das maiores personalidades do carnaval carioca, o irreverente ator Jorge Lafond (IN Memoriam).

Nesta 12º edição do prêmio, além dos melhores em cada quesito da Série 'A', serão contempladas também as campeãs das Séries 'B', 'C' e 'D', as campeãs de Niterói, Folia do Viradouro e Souza Soares, e ainda personalidades do samba carioca e da política niteroiense,

Presidente Pelé com o Troféu 2015

Casal - Durante o evento, o presidente Pelé apresentará o segundo casal de Mestre Sala e Porta Bandeira da escola, Luís Augusto, o Gugu, que já defendeu o segundo pavilhão do Acadêmicos do Cubango em 2015, e Alana Couto que desfila na. escola desde cinco anos de idade e foi aluna do projeto de Mestre Sala e Porta Bandeira da Agremiação. No carnaval passado Alana defendeu o pavilhão da Souza Soares, campeã do Grupo de Acesso de Niterói.

Show - A Rainha de Bateria Cris Alves, que também ocupa o cargo de Diretora da Ala de Passistas, fará uma apresentação coreografada para a abertura da noite junto com a Bateria de Mestre Maurão. A festa de entrega será sábado, dia 25 de abril, a partir das 22h. na quadra do Acadêmicos do Cubango, na Rua Noronha Torrezão, 560 - Niterói - RJ, Telefone: (21) 3247-1905. 

Confira a relação dos contemplados Troféu Jorge Lafond 2015:

Melhor Escola- Unidos de Padre Miguel
Melhor Bateria- União do Parque Curicica
Melhor Mestre Sala - Marcinho (Estácio de Sá)
Melhor Porta Bandeira -Amanda Poblete (Renascer de Jacarepaguá)
Melhor samba enredo - Renascer de Jacarepaguá
Melhor Harmonia- Império Serrano
Melhor Intérprete - Daniel Silva (Paraíso do Tuiuti)
Melhor Carnavalesco- Edson Pereira (Unidos de Padre Miguel)
Melhor Ala de Passistas - Império Serrano
Melhor ala de Baianas- Paraíso do Tuiuti
Melhor Ala de Crianças -Unidos de Padre Miguel
Revelação - Leandro Vieira - (Caprichosos de Pilares)
Melhor Rainha de bateria - Laynara Telles (Império da Tijuca)
Melhor Enredo- Caprichosos de Pilares
Melhor Comissão de Frente- Paraíso do Tuiuti
Melhor Ala - Retirantes Retornantes ( Unidos de Padre Miguel)
Galeria da Velha Guarda- Estácio de Sá
Campeã Série B - Acadêmicos da Rocinha
Campeã Série C - Leão de Nova Iguaçu Campeã
Campeã Série D - Vizinha Faladeira

Campeã do Grupo Principal - Niterói - Folia do Viradouro
Campeã do Grupo de Acesso - Niterói - Souza Soares

Homenagens Especiais- Viviane Araújo, Marquinho Harmonia- São Clemente, José Carlos Machine, Julio Alves e Rodrigo Neves.

Dia de São Jorge agita mundo do samba

O Padroeiro de várias escolas de samba será lembrado nesta quinta-feira, 23 de abril, com muita festa em Niterói e na Capital.

Em Jacarepaguá a festa será na quadra da União do Parque Curicica. A festividade começa com a alvorada às 6h. A partir das 8h, todos estão convidados a participar, da solene Missa com o Padre Luciano. Dando continuidade a festa, aàs 13h, será servida uma suculenta feijoada. E a animação, vai rolar solta o dia inteiro, com o show do Grupo Samba Arte e com a famosa bateria Audaciosa, colocando a comunidade e os convidados para sambar. Durante o evento, o presidente Dadi, irá anunciar o Enredo e apresentar toda a equipe para o carnaval de 2016. A quadra fica na Rua Arauá, 385, em Curicica, Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

Na Estácio de Sá a festa já começa hoje. O Pagode do Leão abre uma exceção e faz uma edição especial nesta quarta-feira, 22, a partir das 19h, o sexteto formado por Marcio Vanderley, Hudson, Carlinhos Tcha Tcha Tcha, Beloba, Pirulito e Rafael dos Anjos aquece os preparativos para quem vai acompanhar a tradicional alvorada do dia 23 que acontece em frente à quadra pontualmente às 5 da manhã, os sambistas e devotos de São Jorge, poderão desfrutar de uma vasta programação sem hora para acabar. A quadra da Estácio fica na rua Salvador de Sá 206-208.

Em Nilópolis as comemorações terão início às 5 da manhã, na quadra da Beija-Flor com uma grande alvorada para saudar o padroeiro. Soldados do Corpo do Bombeiros marcaram presença no evento, que será marcado ainda pelo toque de clarins. Já no fim do dia, às 18 horas, uma missa será celebrada para louvar o santo, que é homenageado com um altar no estacionamento da quadra. A quadra da Deusa da Passarela fica na Rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025, em Nilópolis.
No Jacarezinho a festa para o Santo Guerreiro terá batizado da escola de samba niteroiense Magnólia Brasil com direito a feijoada e roda de samba com diversos convidados, entre eles Marquinho Diniz, Barbeirinho do Jacarezinho, Gilson Bernini e Dunga. Componentes e comunidade da Magnólia que quiserem prestigiar o evento terão ônibus à disposição a partir das 12h com direito à camisa e feijoada por R$30.

Já em Niterói festa promete ser animada no Fonseca e no Bairro de Fátima. O Clube Fonseca abre suas portas para uma tarde de muito samba regado também a feijoada. Já o Bloco Fora de Casa promove várias atrações para componentes e comunidade do Bairro de Fátima a partir das 13h.

Tuiuti anuncia enredo para 2016 nesta noite

A direção do Paraíso do Tuiuti já definiu o enredo que vai apresentar no carnaval de 2016. O anúncio oficial será realizado hoje, na quadra da escola a partir das 20h. 

O carnavalesco e autor do enredo Jack Vasconcelos, fará a explanação do enredo com detalhes e entregará a sinopse aos compositores. 

A noite festiva terá a presença de todos os segmentos da agremiação, com a realização de uma grande confraternização. 

A quadra da escola fica no Campo São Cristóvão, nº 33.

Magnólia Brasil será batizada pelo Unidos do Jacarezinho

A escola de samba niteroiense Magnólia Brasil será batizada nesta quinta feira, 23 de abril, dia de São Jorge, na quadra do Unidos do Jacarezinho. Evento será realizado durante a feijoada em homenagem ao padroeiro da escola com apresentação de vários sambistas. 

A diretoria informa que componentes e comunidade terão ônibus à disposição que sairá às 12h da Magnólia com direito à camisa e feijoada por R$30.

terça-feira, 21 de abril de 2015

Primeira mão: Combinado do Amor vai homenagear Clara Nunes em 2016

A mais antiga escola de samba de Niterói, campeã do Grupo de Enredo no último carnaval, a Combinado do Amor vai contar a trajetória da cantora Clara Nunes em 2016. "CLARA NUNES. A PAIXÃO DA TAL MINEIRA , A MADRINHA PORTELA!" vai nos levar ao universo musical da cantora, da sua origem nas Minas Gerais à sua identidade na Portela.

O carnavalesco Índio Garcia e o presidente Xororó estiveram na sede da Cadência e falaram com exclusividade sobre o tema da escola do Caramujo para 2016

Para desenvolver o enredo, o presidente do Combinado do Amor, Carlos Xororó, convidou o carnavalesco Índio Garcia, campeoníssimo dos desfiles de São Gonçalo. "Conheço o Índio a bastante tempo, é um grande profissional. Me apresentou esse enredo e eu prontamente aceitei. Já acertamos tudo e em breve vamos iniciar o desenvolvimento do carnaval 2016", explicou Xororó à reportagem da Cadência da Bateria.

Experiência - Índio Garcia foi o responsável pelo desenvolvimento dos enredos da Mocidade Unidos do Marimbondo entre 2012 e 2015, depois de nove anos afastada do carnaval gonçalense. A escola foi campeã do Grupo de avaliação, do Grupo A, vice do Grupo Especial em 2014, e 4º lugar do último carnaval. O carnavalesco tem em seu currículo títulos também pelo Acadêmicos do Universo em 2011 e 2012. Em Niterói desenvolveu o carnaval da Independente do Boaçu em 2012 e 2013 quanto obteve o 3º e 5º lugares respectivamente. De volta a Niterói, Índio espera proporcionar um bom desfile agora no Combinado. "Estou muito feliz em voltar ao carnaval de Niterói depois de 3 anos, e melhor, em uma agremiação que marcou história no carnaval e não deixou de manter sua tradição", vibrou Índio

Enredo - Em breve o carnavalesco vai divulgar a sinopse e a logo do enredo mas já mostra confiança no tema que a Combinado vai levar para a avenida. "Tinha na cabeça esse enredo, e estava trabalhando nele pra apresentá-lo no Rio. Com o convite do Xororó, e pela relação do Combinado com a Portela, achei oportuno trazer esse tema para Niterói"

Novidades - O presidente Xororó informou à Cadência que nos próximos dias vai anunciar mais novidades. "Já temos alguns nomes para compor a equipe da Combinado 2016. Estamos acertando alguns detalhes e em breve daremos em primeira mão para a Cadência da Bateria", disse o presidente.

Em 2016 o Combinado vai abrir os desfiles de Grupo de Acesso na segunda-feira de carnaval. " Quem te viu sorrir, não há de te ver chorar".

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Meu patrono é Ismael Silva

Senhoras e senhores; hoje "entrei numa" de falar de política mas, calma...podem ficar tranquilos e tranquilas que eu não vou aqui fazer "lobby" para nenhuma figurinha carimbada da nossa política, ou partido, ou ideologia. "Cada macaco no seu galho"; "Cada um com o seu cada um...". O meu "papo" é samba. Mas, em tempos de rebuliço popular com as questões políticas, até que o papo, mesmo sem uma cervejinha, “desce bem” . Não acredita? Vem comigo!

Um amigo me disse: "Deixa de ser chato, Poeta; hoje o samba tem patrono!" Pois é...
E a situação do samba de Niterói, em especial, me faz pensar: Que patronato é este?
No caso do samba de “Nikiti” o patronato é político. Aqui não se samba sem que a política esteja envolvida de alguma maneira.

Os episódios lamentáveis que aconteceram com as Escolas de Samba da cidade na questão da devastação de suas alegorias (carros) e adereços em um barracão “público” (um antigo galpão do exército “desativado” que agora vai ser a sede da Guarda Municipal) e, devidamente, ocupado pelos barracões das Escolas, transformando bens privados em lixo e que, dizem as notícias, colocam, inclusive, o próximo carnaval em risco, devem ser esclarecidos mas, convenhamos, algo de muito estranho e muito podre no ar momesco.

Existem alguns motivos e algumas perguntas que nós poderíamos fazer a quem de direito sobre os fatos:

Motivo 1: Insensibilidade total de quem deveria zelar pela cultura popular da cidade, no caso, representada pelo samba.Pergunta: Será que a Neltur é tão insensível assim ou samba não é cultura; e por que a Secretaria de Cultura não está diretamente envolvida no carnaval da cidade; Turismo é cultura?

Motivo 2: Tem gente “jongando pra torcida”.Pergunta: Seria isto uma grande “armação” para que o samba fosse salvo por um messiânico “Salvador da pátria” ou coisa ainda pior?

Motivo 3: Briga política. Pergunta: Prefeitura, Câmara dos Vereadores (dizem por aí que é a real “dona” do carnaval da cidade), Neltur, UESBCN, Presidentes de Escolas de Samba...quem é que manda mesmo no samba da cidade; quem é culpado e quem é inocente nesta história dramática? Ainda não ficou bem claro para a coluna que a Prefeitura da cidade tome uma atitude autoritária, leviana e impopular como esta da “limpeza” do tal “barracão” sem que os outros “poderes” do samba tivessem algum conhecimento ou mesmo alguma suspeita disto.
O “trabalho de limpeza” teria sido realizado por uma empresa prestadora de serviços à Prefeitura, chamada Zadar. De onde partiu a ordem? Com que finalidade a ordem foi dada? A quem pertence esta tal Zadar? Desde quando a Prefeitura “se mete” diretamente com o carnaval? Que eu saiba, a Prefeitura repassa poderes à Neltur, à Câmara dos Vereadores, à UESBCN...ou não é? Quem é que vai bancar este ”rombo” cultural (vou perguntar de novo: E a Secretaria de Cultura?) e financeiro para que o nosso carnaval continue a acontecer? No momento a Prefeitura acena com um novo local “tipo cidade do samba” mas, para receber o que? “Em tempos de “golpismos”...a minha imaginação viaja, assim como o nosso prefeito.

Em 1996, um certo Sr.,que sentava no trono principal da cidade, acabou com o carnaval da cidade e foi-se divertir na Sapucaí, porque lá a propaganda para ele e para a cidade era maior. Mera coincidência?

Eis o X da coluna; eis a essência do meu raciocínio em questão. Nada contra quem ajuda de verdade o carnaval da cidade, político ou não mas, o que fazer daqui por diante com esta ligação tão intensa do samba com a política na cidade? Enquanto eles, politicamente, brigam, o samba agoniza e, desta vez, pode morrer mesmo.

Que os dirigentes de Escolas estejam à altura de suas tradições e dignidades por que não é uma graninha à mais da subvenção que vai tirar o seu “da reta”, não senhor(a). Eu não quero ver vocês saindo na foto errada com as pessoas que estão detonando ou vão detonar o nosso samba. Tá pensando que carnaval é só na Sapucaí? As respostas precisam aparecer, presidente(a)s. As comunidades de vocês, merecem. O meu amigo me disse: “graças a Deus, Poeta; agora o carnaval não tem mais dono” Será? Quem tiver algo mais a acrescentar sobre o assunto, que fale.

Com a palavra...
Viradouro/Santa Rosa, Vila Ipiranga, São Lourenço, Magnólia Brasil, Itaipu/Região Oceânica, Arroz, Chácara, Bernardino, São José, Bonfim, Souza Soares/Santa Rosa, Ilha da Conceição, Sacramento/São Gonçalo, Engenhoca, Cavalão/Icaraí, Santo Cristo/Fonseca, Boaçu, Estado/Centro, Galo Branco/São Gonçalo, Caramujo, Garganta/Largo da Batalha, Bairro de Fátima, Castro/Barreto, Barro Vermelho/São Gonçalo, Buraco do Boi/Maruí, Teixeira de Freitas, Grota/São Francisco, Piratininga e quem mais souber que nós é que somos o samba e o nosso verdadeiro patrono é Ismael Silva.

... e o meu patrono:




CADÊNCIA DA BATERIA O SAMBA EM PRIMEIRO LUGAR


quarta-feira, 8 de abril de 2015

Tá Mole mas é Meu escolhe novo presidente

Afastada do carnaval em 2015, e automaticamente rebaixada ao Grupo de Acesso, a Escola de Samba Tá Mole mas é Meu define seu destino no próximo domingo, 12 de abril

Pelo menos duas chapas estão credenciadas à disputa da presidência. Uma liderada por William Neves, que já ocupou o cargo de vice-presidente, e a outra por Gegê Fernandes ex-intérprete e compositor da escola.

Para William, a meta é resgatar o lazer e a alegria da comunidade. "Quero trazer de volta toda a comunidade da Bonfim para dentro da nossa quadra", disse o candidato, à reportagem da Cadência da Bateria.

Já a chapa liderada por Gegê Fernandes, que tem Kokinho Santos como vice, o objetivo é formar novos sambistas. "Temos projeto para criação de oficinas de percussão, aderecistas, formação de passistas, mestre-sala e porta-bandeira, entre outros que estão sendo estudados", explicou o candidato a vice-presidente Kokinho Santos em sua página no Facebook.

A grande missão dos candidatos será reconduzir a escola do Fonseca à elite do carnaval niteroiense. No último carnaval o Tá Mole mas é Meu solicitou dispensa dos desfiles e por isso foi automaticamente rebaixada, conforme prevê o regulamento.

Diego Falcão e Jackeline Gomes renovam com a Cubango.

O Presidente Pelé e a diretoria do Acadêmicos do Cubango apostaram na dobradinha de Jaque e Diego para defenderem pelo segundo ano consecutivo o pavilhão da verde e branca de Niterói. O casal de Mestre Sala e Porta Bandeira irá em busca da nota máxima no carnaval de 2016.

O casal durante o ensaio técnico para o carnaval 2015

Diego já teve passagens pelas escolas Portela, Porto da Pedra, Caprichosos e Jaqueline Gomes já bailou na Lins Imperial, Império Serrano, São Clemente e Caprichosos de Pilares.

A Cubango divulgará o enredo que será desenvolvido pelo carnavalesco Cid Carvalho para o carnaval 2016 no dia 25 de abril na festa da entrega do Troféu Jorge Lafond.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Despejados!

As alegorias de algumas escolas de samba de Niterói que estavam guardadas no barracão provisório no extinto quartel do Exército, na Rua General Craveiro Lopes, no Barreto, foram retiradas e entulhadas do lado de fora do galpão para limpeza da área.

Alegorias entulhadas...
(foto: Alexandre Barbosa)


A ação foi realizada durante o feriado da Semana Santa por operários da Prefeitura. No local está sendo construída a sede da Guarda Municipal.

A notícia rapidamente se espalhou pelas redes sociais na internet e deixou dirigentes das escolas de samba indignados. "Podemos dizer que hoje o carnaval de Niterói está de ‎luto. Acordamos com a triste noticia que o galpão cedido pela ‪‎Prefeitura para confecção dos carros, e também usado para guardar todo nosso material de outros carnavais foi totalmente destruído. O galpão foi limpo e nosso material e carros ‪destruídos", desabafou a vice-presidente do GRES Magnólia Brasil, Alessandra Barreto. Nos comentários do post sobraram pedidos de "fora prefeito", "vergonha" e "covardia".


... e barracão vazio
(foto: Alessandra Barreto)


Prejuízos - Nesta terça, 7 de abril, a partir de 8h30, representantes das agremiações filiadas à União das Escolas e Blocos Carnavalescos de Niterói (Uesbcn) estarão no local, para contabilizar os danos decorrentes da destruição. À noite o grupo se reúne na Câmara dos Vereadores.

Promessas - No último dia 23 de fevereiro, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, recebeu em seu gabinete, os vencedores dos três grupos que participaram dos desfiles oficiais na Rua da Conceição no Carnaval 2015. Entusiasmado com o resultado da festa, o prefeito chegou a lançar um desafio: levar o evento para a Avenida Amaral Peixoto, no Centro da cidade, em 2016. Na referida reunião, foi informado que a prefeitura, para viabilizar e facilitar o transporte dos carros alegóricos no Carnaval 2016, oferecia duas áreas em São Lourenço e no Centro de Niterói para a escolha do local onde funcionará de forma permanente, o barracão das escolas de samba. Ficou acordado, naquela ocasião que enquanto a Neltur e a Uesbcn não chegassem a um consenso sobre o local, as os representantes das escolas de samba teriam autorização para permanecer, de forma provisória, no Galpão do extinto quartel no Barreto.

E mais promessas - Durante a campanha à Prefeitura, em reunião com representantes das escolas , na quadra do Cubango em setembro de 2012, o então candidato Rodrigo Neves prometeu triplicar a verba destinada a Carnaval. 

Em 2012 Rodrigo Neves prometeu apoio ao carnaval (foto: Acervo Cadência)


"Não vou limitar os recursos apenas para os desfiles. Quero transformar as quadras das escolas em verdadeiras usinas culturais e profissionais. Para isso vou criar um plano estratégico em conjunto com a Secretaria de Cultura e a Neltur”, prometeu o prefeito na ocasião. (confira a matéria completa: http://nacadencia.blogspot.com.br/2012/09/rodrigo-neves-apresenta-propostas-para.html)
Postagens mais antigas → Página inicial

Aconteceu na Avenida

Aconteceu na Avenida
O editor do blog, Luiz Eugenio, entrevistando o intérprete Willian no Carnaval 2008

Personagens da Folia

Personagens da Folia
Rodrigo Fontes, coreógrafo da Comissão de Frente da Sabiá

Musa da Cadência 2013

Musa da Cadência 2013
Danúbia Gisela, a madrinha da bateria do GRES Tá Mole mas é Meu

Momentos do Carnaval 2013

Momentos do Carnaval 2013
Jéssica. Porta-bandeira do Experimenta da Ilha

Cris Alves Rainha do Carnaval da Souza Soares

Cris Alves Rainha do Carnaval da Souza Soares

Explosão da Folia

Explosão da Folia

Folia e Souza. Campeãs 2015

Folia e Souza. Campeãs 2015