CADÊNCIA DA BATERIA

O maior encontro de bandeiras de Niterói

NA CADÊNCIA DA BATERIA

TUDO SOBRE OS CARNAVAIS DE NITERÓI, SÃO GONÇALO E RIO DE JANEIRO

SOUZA SOARES

Cris Alves é a estrela do título do Grupo de Acesso

SANTA ROSA É A NOVA CAPITAL DO CARNAVAL DE NITERÓI

As vizinhas Folia do Viradouro e Souza Soares campeãs dos grupos Principal e de Acesso

FOLIA DO VIRADOURO GRANDE CAMPEÃ DO CARNAVAL DE NITERÓI 2015

Escola de Santa Rosa obteve nota máxima de 19 dos 20 jurados

.

.

domingo, 29 de março de 2015

Geraldo Santana volta à presidência da Mocidade de Icaraí

A chapa liderada pelo presidente Geraldo Santana, foi aclamada vencedora agora a pouco, na quadra da Mocidade Independente de Icaraí, no Morro do Cavalão. Duas chapas concorriam, mas momentos antes do início do pleito, o atual presidente, Mauro Ferreira, o Mauro do Preparo, abriu mão da disputa. "Carnaval, assim como o futebol, vive de resultado", disse o ex-presidente.

Geraldão assume a escola da Zona Sul pelos próximos dois anos

Novamente liderando a azul e branca do Morro do Cavalão, Geraldo Santana, o Geraldão foi um dos responsáveis pelo tetracampeonato (2007/2010) da Mocidade, maior vencedora do momento atual do carnaval Niteroiense. Ao todo a escola tem cinco títulos no grupo principal de Niterói. Além do tetra a escola faturou também o título de 1991. Geraldão assume a escola pelos próximos dois anos. Sua maior missão será recolocar a escola no grupo principal.

Retomada

O diretor de carnaval da escola, Rodrigo Figueiredo, o Gol, um dos colaboradores da gestão passada, esclareceu à reportagem da Cadência da Bateria a satisfação de ter retomado a participação da comunidade na preparação do carnaval. "Apesar do pouco tempo como diretor de carnaval conseguimos retomar a tradição de confeccionar as fantasias dentro da própria comunidade. Era um anseio dos componentes participar da elaboração do carnaval da escola. Conseguimos realizar nestes dois anos", declarou Gol, logo após a retirada de sua chapa da eleição.

O agora ex-presidente, Mauro do Preparo, disse à Cadência que o atual momento do carnaval de Niterói também motivou sua saída."Carnaval, assim como o futebol, vive de resultado. Esperamos que a nova diretoria retome a tradição da Mocidade de confeccionar suas fantasias dentro da comunidade. Isso motiva a participação do nosso componente", desejou Mauro. Além do presidente e do diretor de carnaval, também entregou seu cargo a Rainha da Bateria, Danúbia Gisela.

Momento histórico


Em 1991 a escola do Morro do Cavalão faturava seu primeiro título na elite do carnaval de Niterói, apenas seis anos da sua fundação.

Naquele ano a Mocidade apresentou o enredo "Será que dá certo?", samba dos irmãos Quinzinho e Jairo.

O conjunto alegórico foi um dos destaques do desfile.




sexta-feira, 27 de março de 2015

Reformulação total na Viradouro

Após o rebaixamento, a Unidos do Viradouro anunciou contratações para diversos segmentos para o carnaval 2016. Apenas o intérprete Zé Paulo Sierra, se mantém na equipe. 

Mestre Paulinho, Marquinho, Giovanna, Gusttavo Clarão, Marcia Lage, Wilsinho e Zé Paulo, o teime da Viradouro de 2016 (foto: Diego Mendes)

Entre os novos contratados estão a carnavalesca Márcia Lage, que trabalha com o marido Renato Lage no Salgueiro e será a responsável pelo desenvolvimento do enredo da vermelho e branco de Niterói em 2016. "Estou honrada em ter meu nome lembrado por uma escola como a Unidos do Viradouro, forte, de tradição e com uma comunidade apaixonada. Estou muito empolgada e recebendo total apoio do Renato para aceitar esse desafio. Terei uma jornada dupla, mas somos parceiros na vida e na carreira, já temos uma equipe e um trabalho complementará o outro", declarou a nova carnavalesca.

Para a direção de carnaval chega Wilsinho Alves, campeão pela Vila Isabel em 2013, a convite do presidente Gusttavo Clarão. "Fiquei muito feliz e ao saber os nomes que iriam compor a equipe aceitei prontamente. Estou feliz por retornar à Viradouro, casa onde já estive na gestão vitoriosa de Monassa. O objetivo é implementar a organização que marcou os desfiles nos quais atuei na direção de carnaval e valorizar ainda mais a comunidade forte da escola", disse o novo diretor de carnaval.

A comissão de frente também está sob novo comando. O premiado coreógrafo Hélio Bejani, chega para integrar o novo time da agremiação. Responsável pela comissão de frente do Salgueiro há 9 anos, Hélio também esteve à frente do segmento nos últimos três anos defendendo as cores da Caprichosos de Pilares, tendo como assistente a esposa, Beth Bejani. 

Marlon Flores e Alessandra deixaram a escola, como já haviam informado em seus perfis no Facebook. O pavilhão vermelho e branco agora serão defendidos por Marquinho e Giovanna. Com passagens pela Mangueira, Unidos da Tijuca e Isabel, a dupla que volta a dançar junta em 2016, esta empolgada com o desafio. "Estamos muito felizes com o convite do presidente. Amo dançar e já estou ansiosa para começar. Viemos para somar e garanto que darei o meu melhor para continuar o belo trabalho que já era feito na escola", afirmou a nova porta-bandeira.

A responsabilidade de comandar a bateria Furacão vermelho e branco ficará a cargo de mestre Paulinho Botelho, que já teve passagens por Vila Isabel e Beija- Flor. "Fui procurado pela Viradouro e aceitei o convite logo que soube do projeto. A escola está se fortalecendo ainda mais e a seriedade do trabalho me motivou. Estou com muita vontade e quero fazer um trabalho de alto nível. A Viradouro merece isso e não vejo a hora de começar tudo mais uma vez", disse Paulinho.

Ainda não há data confirmada para a apresentação da nova equipe. Novidades como o tema que a escola levará para a Sapucaí em 2016, na luta pelo regresso ao grupo especial serão informadas em breve.

Lins renova com carnavalesco

Depois de renovar o contrato do Mestre de Bateria Adílio, A Lins Imperial anunciou também a renovação do carnavalesco Luiz Di Paulanis, que vai desenvolver pelo terceiro ano consecutivo desenvolver o carnaval da escola. Apesar da boa colocação em 2015, os dirigentes da escola ficaram decepcionados já que o terceiro o terceiro lugar tirou a oportunidade da escola ascender ao grupo B e voltar ao desfile na Marquês de Sapucaí.

"Fizemos um belo Carnaval e achamos que merecíamos ter subido mais um degrau. Mas tudo bem, Carnaval é assim mesmo. Agora vamos trabalhar ainda mais focados e com maior afinco, pois sabemos que em nosso grupo estão chegando agremiações fortes que tambem querem o título. Renovamos por mais um ano o contrato do nosso carnavalesco. Ele tem mostrado desde que entrou, muito talento e competência no que faz, tivemos ótimas colocações com o trabalho dele, então porque não renovar? Em time que tá ganhando não se mexe certo?", disse o vice-presidente Jorge Torresmo.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Engenho da Rainha louvará manifestações às ‘Rainhas’ em 2016

Após a 10ª colocação na disputa do Grupo B deste ano, o Acadêmicos do Engenho da Rainha levará o enredo “Salve, Rainha” para a Intendente Magalhães, buscando a volta aos desfiles na Marquês de Sapucaí. 

Quem desenvolve o enredo é o carnavalesco Diangelo Fernandes, que fará seu quarto carnaval seguido na escola, em parceria com Rogério Rodrigues, professor de língua portuguesa, membro do Departamento Cultural da Portela e responsável pelo desenvolvimento do tema. 

Diangelo Fernandes com o pavilhão da escola que defenderá por mais um ano

A sinopse será divulgada em abril, em data exata ainda a ser definida. Também em abril, serão divulgados todos os responsáveis por cada segmento da escola, bem como a logomarca e o lançamento oficial do enredo “Salve, Rainha”.

Temos um enredo maravilhoso nas mãos e estou muito feliz com tudo o que posso trabalhar para o próximo ano. É um tema rico em informação, que dará à Engenho da Rainha um grande carnaval. A sinopse, que nos norteará para um grande desfile em 2016, está sendo finalizada e vamos divulga-la em abril”, avisa Diangelo. Ao seu lado, o carnavalesco terá a experiência de Rogério Rodrigues, autor do enredo "Um Rio de mar a mar: do Valongo à glória de São Sebastião", que deu à Portela a terceira colocação no carnaval de 2014.

O Enredo
“Salve, Rainha” é sobre as manifestações religiosas e profanas em torno das festas consagradas às Nossas Senhoras da Glória do Outeiro, da Conceição, do Rosário e da Penha, partindo da popular oração à Nossa Senhora. Em alusão ao nome do bairro, que é sede da primeira Academia de Samba do Brasil, a Engenho da Rainha também exaltará suas origens e sua contribuição à cultura carioca, no carnaval de 2016.

Primeira Academia
Tradicional escola de samba da Zona Norte do Rio de Janeiro, a Acadêmicos do Engenho da Rainha é a primeira Academia de Samba do Brasil, fundada em 21 de junho de 1949. Atualmente, aos 65 anos, a agremiação está no Grupo B do carnaval carioca. A escola é conhecida por sua ala de compositores de excelência, premiada com três estandartes de ouro (1985 – 1986 – 1990) de melhor samba enredo do Grupo de Acesso. Junior Bad Boy é o atual presidente da Acadêmicos do Engenho da Rainha.

Diretor de carnaval da Tijuca assumirá Harmonia

Para o carnaval de 2016, a Unidos da Tijuca não contratará um novo Diretor de Harmonia. O cargo antes ocupado por Paulinho Haiti, que teve que se desligar da escola por conta de compromissos com o exército brasileiro, ficará sob a responsabilidade do Diretor de Carnaval, Fernando Costa, que já havia exercido o cargo, anteriormente, entre 2009 e 2013. 

(Foto: Gabriel Santos / Riotur)

Teremos muito trabalho pela frente, mas com o comprometimento de todo o grupo, tenho certeza que conseguiremos manter o mesmo nível de trabalho apresentado nos anos anteriores”, declarou Fernando.

quarta-feira, 25 de março de 2015

E por que não sonhar?

No sonho do Poeta, sambas, sambistas e personagens se misturam em histórias reais de um carnaval que deixou saudade, mas não morreu. Continua vivo graças aos sonhos dos que hoje se espelham nos exemplos de outrora. Nosso colunista-poeta-sonhador dedica esta coluna a outros sambistas-sonhadores que nos deixaram a missão de um novo sonho. Valeu Magaldi! Obrigado Albano!

E por que não sonhar?
por Eduardo Poeta

"Senhora da Casa ô ô ô abra a sua porta, o reisado chegou!" (Abenção, João Tapê).

Se você não viu a negra Aparecida descer, cantando e requebrando, o “Abacaxi”, via Jonhathas Botelho, com um vestido elegantemente longo feito apenas com chapinhas de "Mineirinho", você não vai entender porque a gente sonha tanto. "Como é linda a nossa união. Eu quero ver a cabrocha sambar... ô ô ô ô O Sacrifício chegou (repete)...", em verde e branco, sem nenhum sacrifício coisa nenhuma, o Sacrifício Copo e Bola saindo do quintal do "Seu" Jair, o nosso quintal, para ganhar o mundo - a avenida. A Ala dos Bruxos - Os Bruxos também amam -, bruxos sim mas, todos índios, todos bugres, que ano após ano não conseguia chegar à avenida com todos os seus componentes. 

Tudo culpa das biroscas no caminho e daquela maldita padaria (a da saideira) na esquina da Viçoso Jardim com Noronha Torrezão (ou ali já é Desembargador?), para desespero de "Seu" Maia e do grande Neline Ogeda. Ainda bem que eu ainda era ritmista e não bruxo. Era tudo carnaval; tudo era um grande sonho. 

"Eu sou Combinado, eu sou Combinado! Não adianta esse papo furado". Tá pensando o que? Isso impunha respeito, malandro e esquentava mesmo. Os caras tinham até uma águia no abre-alas... 

Por falar em Abre-Alas, olha só esse todo espelhado, gigante - seria gigante até em qualquer Marquês de Sapucaí, sim senhor -, tomando conta da Amaral Peixoto e chegando ali de frente para as barcas; dois corações que os espelhos faziam passar por mil e um tal "Pena Branca" - mais um gigante -, embalando outros tantos corações. Eu cantei também: "...e a Corações Unidos, mostra um talismã pra IaIá!" Sonhar não custa nada! É carnaval e eu só quero ser feliz "...com muito amor e TUDO SABE, NADA DIZ". 

Mas, não passa agora, não que a CHALEIRA tá queimando o chão da Conceição. Até minha mãe aparece no sonho para falar em uns tais Xavantes do Paraíso, passando ali na rua da praia. Qual é, mãe? Esse sonho não é seu, é meu. No meu eu sou Carioca, Acadêmicos também. Eu sempre gostei dos Impérios, mesmo quando eram gonçalenses que, afinal, eu nasci lá..., herdeiro de Boêmios, "Sinto que a musa me inspira, o meu ser em chama vibra, nesta festa tradicional. Acendem-se as luzes da ribalta e neste palco iluminado, o Império é o ator principal." Ficou com inveja, não é compositor? 

Era bonito demais mesmo. E lá vai Orlando do Rosário carregando o seu Império, esse de Niterói. É sonho que não acaba mais. Tinha Branco no Samba (grande Trovoada), muito preto no samba, um Poço do Anil; o nosso bafo não era de Onça, era de Tigre e samba que não acabava mais. Tinha até uma Universidade do samba ali na Mem de Sá, pode acreditar e “Por ser um dia de sábado” (ah... Gelson Martins Vidal), a gente acreditava mais. Tinham lindos cânticos de Sabiás e Canarinhos (Saudades de Luiz Carlos “Camelô”). 

Eu sonho mas, hoje sou maduro, naquela época eu era verde, muito verde e não gostava de outro vermelho que não fosse a camisa do meu América. Também não gostava "daquele Gordo". Nada contra os gordinhos, era só "aquele gordo". Mas, como não respeitar o cara? Ele e aquela turma de vermelho; todos UNIDOS para engrandecer o carnaval de Niterói. Os caras eram "sinistros" e tinham até samba do grande Geraldo Babão, meu irmão; lindo “de morrer”, por sinal. "Para ostentar sua opulência, herdades mandou levantar. Brumado- Casté, Santa Luzia e Sabará..." Bons tempos, bons sonhos, com o meu povo (olha lá o Ney Ferreira, os dois Niltons, o Pururuca, o Tuninho cheio de lero-lero, o Beto e suas quatro ou cinco letras...) no final, cantando assim: "...Quebrem taças, levem ouro, bebam vinho, “a Cubango” ganhou o tesouro." Era só o início de um sonho de cinco anos seguidos mas, isto já é uma outra história. Para sonhar depois. 

Que o carnaval atual de Niterói possa, com magia e sedução, embalar nossos sonhos futuros.

*A coluna é dedicada a Carlos Alberto Magaldi que, nesta época de sonhos estava aí, incentivando e apoiando o samba, para que hoje a gente ainda possa sonhar e a Albano de Mattos Ferreira, “aquele gordo”; talvez, o maior personagem da história dos nossos carnavais.

** Foto: "Mica e seus garotos", um dos destaques do desfile da Unidos do Viradouro em 1975

*** O áudio é uma cortesia e um carinho inestimável do amigo André Lúcio de Oliveira do Departamento Cultural da Viradouro.






_________________________________________________________________________________
Eduardo Poeta (por ele mesmo):

"Sou da Jonathas, acesso ao "Abacaxi" mas, comecei no Bugres do Cubango. Fui ritmista, empurrador de carro alegórico, diretor de Harmonia, desfilei até com camisa de APOIO, seja lá o que for isso. Sei sambar, mané, logo, podia ter sido passista, já cantei samba na avenida mas, sou um péssimo intérprete e, não me chamaram mais; só não fui baiana porque isso não pegava bem na minha época. Também já fui compositor e consegui até ser Tri-campeão na Academia de Niterói (Cubango;uma paixão) e Hexa-campeão na princesa do "Cavalão" (Salve a Mocidade de Icaraí;um grande amor); Sou sambista.Ponto. Agora, já que deixaram, vou tirar uma onda de colunista na CADÊNCIA. Vem comigo!"


Tuiuti renova com intérprete e casal de Ms&Pb

A direção do Paraíso do Tuiuti confirmou nesta semana, a renovação de contrato do Intérprete Daniel Silva, que permanece como cantor principal da agremiação do bairro São Cristóvão pelo sexto ano seguido, o cantor foi um dos destaques do desfile sendo contemplado com os prêmios: Oscar do Samba, Samba é Nosso e Jorge Lafond, de melhor intérprete da série A.

Pavilhão - A escola também renovou com o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Vinícius Pessanha e Jack Pessanha. Em 2016 será o terceiro ano consecutivo do casal defendendo o pavilhão da agremiação de São Cristóvão.

terça-feira, 24 de março de 2015

Chaynne Santos se afasta da Alegria da Zona Norte

O atual presidente de honra e um dos fundadores da Alegria da Zona Norte, Chaynne Santos, anunciou seu desligamento da escola. As vésperas da eleição presidencial para o triênio 2016/2017/2018, o dirigente, entregou carta de afastamento à diretoria no último domingo, 23 de março. Em entrevista exclusiva à Cadência da Bateria, Chaynne explicou as razões de sua saída da Agremiação. “Não saí, apenas pedi afastamento da Agremiação. A Alegria da Zona Norte sempre foi para mim uma segunda casa, hoje temos grandes sambistas na linha de frente da Alegria, isto é uma das razões. Acho que também cumpri minha missão dentro da Alegria, deixa o ciclo ocorrer. E por outro lado, assim como fui um idealizador desta querida agremiação, tenho outros projetos sociais em mente para comunidade”, disse o ex-presidente.

Sobre a participação da escola nos desfiles oficiais, Chaynne credita os méritos à comunidade. “Tivemos grandes Blocos na comunidade da Bernardino, como o “Gente fina é outra coisa”, nos anos 80. A Alegria da Zona Norte, teve uma ascensão muito grande nestes cinco desfiles na Rua da Conceição. Nunca repetimos um grupo e nunca ficamos abaixo de um terceiro lugar, exceto em 2015 no Grupo Especial. Posso até arriscar em falar que houve um apagão em 2015. Lembra dos 7 x 1, Brasil x Alemanha? Assim aconteceu com a Alegria. Em 7º lugar 2015 e 1º lugar em 2014. Então, não foi um apagão?. Agora eu tenho muita esperança que no próximo triênio será promissor”, lembrou Chaynne.

Responsável também pela comunicação da escola Chaynne informou que não é mais administrador de qualquer tipo de publicidade ou redes sociais da Alegria da Zona Norte.

Quanto a sua participação no samba daqui para frente Chaynne não descartou a possibilidade de participar de outra agremiação. “Sambista que é sambista não fica nunca longe do samba. Tenho convites de outras agremiações, vamos ver, quem sabe não estou em outra presidência? Estou tranquilo”.

À comunidade, Chaynne é só elogio. “Agradeço primeiramente a DEUS. Depois, todos os meus “seguidores”. Quando falo em “seguidores”, falo em componentes da comunidade que sempre me apoiaram e compraram minhas ideias. Peço desculpa a cada um deles, se por ventura falhei, mas a vida é assim mesmo, a Escola fica e as pessoas passam por ela. Vamos com tudo comunidade!!! Viva a nossa querida NAÇÃO ALEGRENSE!!!


A eleição na Alegria da Zona Norte acontece no dia 12 de abril de 2015. Têm direito a voto componentes e comunidade.

domingo, 22 de março de 2015

Imperatriz abre vagas para oficinas de passistas

Na próxima segunda-feira (23/3) às 20h estarão abertas as inscrições para oficina de passistas adultos e mirins na quadra da Imperatriz Leopoldinense. Sob a coordenação de Jorge Magno Bento, diretor responsável pela ala de passistas da Imperatriz, o intuito do curso é descobrir e formar novos talentos na arte do samba. 

Jorge Magno coordena o curso

As aulas serão sempre as segundas feiras aàs 20h, a partir de maio. Para participação de adultos é necessário ter entre 17 e 30 anos, levar cópia de identidade e uma foto 3x4. Crianças a partir de 7 anos poderão ingressar na oficina mediante autorização do responsável além de comprovar estar matriculado na escola e levar 1 foto 3x4.

Estácio anuncia renovação de Júlio Fonseca e Marquinhos

Seguindo a máxima de que “ em time que está ganhando não se mexe”, a Estácio de Sá anunciou que a dupla formada por Júlio Fonseca e Marquinhos, seguirá à frente da Harmonia do Berço do Samba. A dupla quer manter o bom trabalho realizado em 2014, que deu à escola o título da Série A e selou seu retorno à elite do Carnaval após 8 anos.

Dupla segue no comando da Harmonia
(foto: Dayse King)

"Nosso trabalho é pautado na união e na amizade. Tivemos dois anos de muita alegria, onde conquistamos um vice e um campeonato pela escola. Agora é trabalhar muito para que a escola continue nesta crescente e faça um excelente trabalho no quesito. Perdemos algumas pessoas, mas temos tempo para reestruturar o grupo e continuarmos fortes para o desfile oficial. Nosso foco maior é trabalhar o conjunto harmônico e a evolução. Apesar do Grupo Especial não ter mais o quesito Conjunto, acho que o peso maior recai sobre a Evolução, ponto em que queremos sobressair, conta Júlio Fonseca.

Já Marcos Alexandre destacou a importância do crescimento da equipe "Nada é mais importante do que entender que a Harmonia é um trabalho que se faz em conjunto. Temos que vestir a camisa da Estácio e trabalhar muito para manter o nível que alcançamos nestes dois anos. Agora, no Grupo Especial, é necessário que se aumente o grupo, já que teremos mais componentes, mas o imprescindível é que todos tenham na cabeça que a escola é quem deve ganhar. Precisamos estar fechados dentro do propósito de fazer um trabalho ainda melhor para o próximo ano, diz Marcos.

Campeã da Série A, a Estácio de Sá abrirá os desfiles do Grupo Especial, no domingo de Carnaval.


sexta-feira, 20 de março de 2015

Carnaval niteroiense perde um de seus maiores incentivadores

CARLOS MAGALDI É MORTO NA REGIÃO OCEÂNICA
Suposta tentativa de assalto no bairro Camboinhas seria a causa

O ex-vereador Carlos Magaldi (SDD), de 67 anos, foi morto em Camboinhas na tarde desta sexta-feira. 

O vereador em 2008 no Dia Nacional do Samba, projeto de sua autoria

Magaldi, eleito em 2012, teria sido assassinado numa suposta tentativa de assalto. Exerceu nesta legislatura seu sétimo mandato como vereador, em substituição a Milton Cal (PP). De acordo com as primeiras informações, ele teria sido baleado por homens em um carro na Avenida Doutor Geraldo de Melo Ourivio. Policiais militares do 12º BPM, agentes da Divisão Homicídios e da 81ª DP estão do crime ocorreu. ( *em apuração ).

fonte Gazeta Niteroiense

Coreógrafo se desliga da Alegria da Zona Norte

O coreógrafo da Alegria da Zona Norte, Cláudio Andrade, anunciou em primeira mão à Cadência da Bateria que está de saída da escola. Após três anos no comando de uma das melhores comissões de frente do carnaval de Niterói, campeão do Troféu Cadência em 2014, Cláudio comunicou que vai em busca de novos caminhos. 

Cláudio Andrade e integrantes da premiada comissão de frente

Alegando motivos internos, o coreógrafo que também também atua na Grande Rio e Porto da Pedra, já recebeu convites, "Tem outras escolas do Rio que estou estudando propostas. Em Niterói já recebi algumas propostas, mas não acertei nada ainda. Estou me dedicando a minha Agência de Atores e modelos", declarou o coreógrafo à Cadência. No último carnaval, Cláudio também foi o Diretor de Carnaval da Alegria.

O comunicado será encaminhado à diretoria da agremiação através de carta que reproduzimos á seguir:

"Queridos amigos da G.R.E.S. Alegria da Zona Norte. Antes de tudo preciso agradecer. Nesses três anos em que estive na escola, defendendo o quesito comissão de frente e como diretor de carnaval este ultimo ano, só conquistei amigos. E foram inúmeros! Cada um desses e essa grande comunidade, me incentivou a fazer meu trabalho da melhor maneira possível .

Foram 2 anos contribuindo com a pontuação máxima para a agremiação e este ultimo nossas notas infelizmente não foram boas, a Mãe Natureza não foi generosa conosco, mais fazer o que!!!! Hoje me despeço com um até logo. Ansioso em poder revê-los em outra oportunidade, em um outro momento.

Obrigado a todos aqueles que abraçaram meus projetos. Que me ajudaram direta ou indiretamente. A Grande Comissão de Carnaval, a essa Grande diretoria... Renatinho, Larissa, Daniel, Adriana, Emilene, Nelsinho, Vitinho, e toda Comunidade de Bernadino a toda equipe da harmonia representada pelo Grande Gustavo e sua Equipe, ao mestre de Bateria Tizil que deu Show!!! e por fim, ao presidente Bira Alegria e o vice Presidente Dido que devolveu a dignidade dessa comunidade vitoriosa e a quem desejo toda sorte do mundo.

Chegou o momento de trilhar outros caminhos, abrir novas portas e que Deus continue abençoando minha vida e todos os meus projetos . E que o futuro me presenteie com lindas e grandiosas experiências ."
Att. Claudio Andrade

segunda-feira, 16 de março de 2015

Não entendi o enredo deste samba



Nosso colunista, Eduardo Poeta, volta à Cadência e cria a fictícia G.R.E.S. Sorriso Malandro para falar sobre reaproveitamentos, enxertos e outras coisas que já vimos antes nos desfiles de escolas de samba.

É malandragem ou não é?

Confira a opinião do nosso colunista.





NÃO ENTENDI O ENREDO DESTE SAMBA
por Eduardo Poeta | em 16 de março de 2015

“Gracianne, a rainha africana da comida mineira, sentada no teto do MAC, avista o Rio de Janeiro Olímpico com olhos de águia, vestida com uma tanga de Bananás e uma estrela guia em verde e rosa”. (Carnaval 2016 - G.R.E.S. Sorriso Malandro)


Dá até pra pegar um patrocínio, escultura, um acetatozinho, fantasias, alegorias e ainda vai ter um showzinho de algum moço belo, com renda revertida. Parece o "enredo do crioulo doido" mas, lembra muito o que a gente tem presenciado em certos desfiles de carnaval em uma certa cidade sorridente e litorânea com um disco voador lá em cima do monte. Não que a coluna tenha nada contra àlguma malandragem - faz parte do samba e tal -, o negócio é que o faltoso da ética não anda de terno de linho, malandragem sem sapato branco não existe e, "malandro demais, se atrapalha".

Aquele carro alegórico tá lindo este ano mas, não mudaram nem a escadinha nas laterais, não mudaram nem os queijos de lugar e aquele boneco já foi pierrot, negro, Rei Momo mas, tá com a mesmíssima cara de sempre. Eu juro que já vi aquela fantasia em algum outro lugar... Engraçado, esta escola tá bem pobrezinha mas, a roupa da Ala das Baianas é digna de um grupo especial qualquer; e veja só, a bateria tá sem camisa e nem é enredo afro mas, a roupa da porta-bandeira e do mestre-sala não fazia feio nem na Sapucaí. Será que só gastaram uma grana pra vestir o casal ou a conta não tá batendo direito ?

Em épocas remotas na terra de Araribóia, malandro fazia enredo e botava pra quebrar. É verdade, tinha um enxertozinho aqui e ali, uma alazinha emplumada demais para os nossos padrões mas, a história contada, quase sempre, era inédita e, melhor ainda, autêntica. 

Outros tempos menos malandros, não é ?

Agora estamos revitalizados e muito mais malandreados. Pois é...espera-se que o regulamento dos desfiles – com os mesmos olhos de águia da rainha Gracianne -, comece a atentar e fazer menção ao fato, até pra provar para quem duvida que, no terreiro da União, não tem mais nenhum malandro ou mal intencionado. Em tempo de desfiles gravados, fotografados ao extremo e postados por todos os lados em Redes Sociais e afins, fica muito difícil a gente não saber quem é quem e de onde vem tanta coisa parecida com aquilo que a gente já viu no ano passado, por exemplo. Se a “subvenção da hora” (aquela que só chega atrasada) é curta, o talento é maior. Ou não é ? Credibilidade é tudo quando se quer, verdadeiramente, crescer e seguir em frente.

Eu queria fazer um samba em homenagem à nata da malandragem, conforme aprendi lá no
meu "Abacaxi" mas, malandro, com esta malandragem aí....

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Sorriso Malandro saúda a imprensa “sem rabo preso” em geral, pede passagem e, malandramente, põe em pauta a pergunta: Que malandro é você, mané ?
_________________________________________________________________________________
Eduardo Poeta (por ele mesmo):

"Sou da Jonathas, acesso ao "Abacaxi" mas, comecei no Bugres do Cubango. Fui ritmista, empurrador de carro alegórico, diretor de Harmonia, desfilei até com camisa de APOIO, seja lá o que for isso. Sei sambar, mané, logo, podia ter sido passista, já cantei samba na avenida mas, sou um péssimo intérprete e, não me chamaram mais; só não fui baiana porque isso não pegava bem na minha época. Também já fui compositor e consegui até ser Tri-campeão na Academia de Niterói (Cubango;uma paixão) e Hexa-campeão na princesa do "Cavalão" (Salve a Mocidade de Icaraí;um grande amor); Sou sambista.Ponto. Agora, já que deixaram, vou tirar uma onda de colunista na CADÊNCIA. Vem comigo!"

Confira as outras colunas do Poeta:

2016 VAI SER IGUAL ÀQUELE QUE PASSOU ?

Cid Carvalho é do Cubango

O Acadêmicos do Cubango divulgou no início da tarde desta segunda-feira, 16 de março, a contratação do carnavalesco Cid Carvalho. O enredo será anunciado somente no dia da festa da entrega do Troféu Jorge Lafond no dia 25 de abril na quadra d a escola, mas Cid demostrou entusiasmado com o trabalho na escola niteroiense. "É uma enorme alegria realizar o carnaval de uma escola forte como a Cubango", declarou o carnavalesco

Novidade em Niterói
Cid acerta com a Cubango
(foto Felipe Araujo)

Experiência - Cid Carvalho começou sua trajetória em 1989, como assistente de Joãozinho Trinta e Rosa Magalhães. Depois fez a Comissão de Carnaval da Beija-Flor, onde em 13 anos conquistou três vezes consecutivas, o carnaval. Em 2006, deixou a Beija-Flor e iniciou carreira solo de na Vila Isabel. Desenvolveu também na Estácio de Sá, Mocidade Independente de Padre Miguel, Tuiuti e Mangueira. Fora do Rio foi campeão do Carnaval de Macapá, com a Boêmios do Laguinho e da Mocidade Unida da Glória de Vitória.

Mocidade de Icaraí define data da eleição

No próximo dia 29, a Mocidade Independente de Icaraí, maior vencedora da atual fase do carnaval de Niterói, vai escolher a diretoria responsável em comandar a escola pelos próximos dois anos. 

Comunidade do Cavalão decide seu futuro no domingo, dia 29

Até o momento duas chapas já confirmaram participação no pleito. A liderada pelo atual presidente, Mauro Ferreira, o Mauro do Preparo e a do ex-presidente Geraldo Santana, o Geraldão. Outras chapas interessadas em concorrerem devem apresentar suas propostas até o sábado que antecede a eleição, dia 28.

Missão - O grande desafio da diretoria eleita no dia 29 de março será reconduzir a escola do Morro do Cavalão, atualmente no Grupo de Acesso, ao Grupo Principal, onde se sagrou tetracampeã de 2007 a 2010.

Postagens mais antigas → Página inicial

Aconteceu na Avenida

Aconteceu na Avenida
O editor do blog, Luiz Eugenio, entrevistando o intérprete Willian no Carnaval 2008

Personagens da Folia

Personagens da Folia
Rodrigo Fontes, coreógrafo da Comissão de Frente da Sabiá

Musa da Cadência 2013

Musa da Cadência 2013
Danúbia Gisela, a madrinha da bateria do GRES Tá Mole mas é Meu

Momentos do Carnaval 2013

Momentos do Carnaval 2013
Jéssica. Porta-bandeira do Experimenta da Ilha

Cris Alves Rainha do Carnaval da Souza Soares

Cris Alves Rainha do Carnaval da Souza Soares

Explosão da Folia

Explosão da Folia

Folia e Souza. Campeãs 2015

Folia e Souza. Campeãs 2015